VAMOS SALVAR O JAMOR_cores RGB_5_5_4b

Campanha de Crowdfunding | Objetivo atingido! Terminada a 12.02.2016

Campanha de Crowdfunding

Vamos Salvar o Jamor!

Campanha terminada a 12.02.2016

OBJETIVO ATINGIDO!

Agradecemos a todos os que nos ajudaram contribuindo financeiramente para os custos das acções judiciais que vamos interpor contra o Projecto Porto Cruz e as obras facilitadoras a ele associadas.  Vamos a isto, Vamos Salvar o Jamor! Muito obrigado a todos!!

 

O Vale do Jamor é uma das mais agradáveis zonas verdes da região metropolitana de Lisboa. É uma zona que nos leva até ao rio Tejo, um local onde as pessoas gostam de conviver e praticar desporto com a família e os amigos. Infelizmente, este local está hoje ameaçado pelo Projeto Porto Cruz e por outras obras megalómanas que a Câmara de Oeiras se propõe construir (com o nosso dinheiro) para facilitar este projeto imobiliário privado.

O Projeto Porto Cruz prevê a construção de um mega-empreendimento no Vale do Jamor, mesmo em cima do rio, com 8 edifícios, dos quais 5 torres com até 20 andares de altura, uma marina, centros comerciais, estradas, viadutos e gigantescos parques de estacionamento. Tudo isto construído em cima de um bunker de betão com uma altura que vai até aos 12m.

Se o Projeto Porto Cruz for para a frente, não vai mais ser possível ver o rio a partir da estrada marginal ou do Estádio Nacional e dificilmente conseguiremos disfrutar das suas margens como fazemos hoje. Toda esta imensa construção vai dificultar o escoamento da água em caso de cheias e o risco de inundações em toda a  zona baixa da Cruz Quebrada e do Dafundo será muitíssimo agravado.

O trânsito vai ficar caótico. O ruído? agravado e permanente! e o Vale do Jamor, a maior zona verde do concelho de Oeiras, será destruído sem possibilidade de recuperação. A praia da Cruz Quebrada e as praias de Caxias vão desaparecer debaixo das rochas e do betão de (mais) um atentado ambiental disfarçado de “Passeio Marítimo”.

O Projecto Porto Cruz é completamente ilegal. Não podemos deixar que aconteça. Mas, por incrível que pareça, apesar dos protestos, a Câmara de Oeiras não o pára. Tem mesmo de ser a cidadania a parar o projecto em tribunal!

A lei está a nosso favor. Temos reunidos os argumentos necessários para ganhar esta causa em tribunal. Falta-nos apenas algum dinheiro para avançar e defender o que é de todos!

Formámos uma associação (a Associação Vamos Salvar o Jamor) e através do recurso aos tribunais, vamos impedir o Projeto Porto Cruz e as obras públicas que lhe estão associadas.

Avançamos para tribunal devido à urgência deste caso, bem como ao silêncio da esmagadora maioria das autoridades que viraram as costas à nossa petição e que pouco ou nada fizeram até ao momento! A cidadania e o interesse público tem de ser respeitada. Se não formos nós a defender o que é de todos, não haverá quem o faça!

O objetivo é atingível: juntar 6.000€ para avançar com a ação judicial e pagar a um bom advogado para defender o Jamor em tribunal, travando esta ilegalidade, em defesa daquele espaço único e da qualidade de vida e do ambiente de todos os cidadãos.

Através de crowdfunding (financiamento colaborativo) propomo-nos angariar um valor mínimo de €3.000 para que o nosso advogado possa começar a trabalhar nesta causa!

É muito simples contribuir através do link:

http://ppl.com.pt/pt/prj/vamos-salvar-o-jamor

Qualquer que seja a sua contribuição ela fará a diferença.

Obrigada pela sua ajuda.

Vamos a isto, Vamos Salvar o Jamor!

A música na banda sonora do vídeo é da autoria de Scott Holmes, ao abrigo de licença Creative Commons. A fotografia da praia de Caxias foi tirada por Benjamim Silva  https://www.flickr.com/photos/fotoben/8050926141/. Todo o restante trabalho de produção desta campanha foi assegurado por sócios e simpatizantes da Associação Vamos Salvar o Jamor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *